Quem salva é só Jesus
Capa

ANUNCIANDO A VONTADE DE DEUS AO SEU POVO

Você conhece a vontade de Deus para a sua vida? Você tem vivido de conformidade com a vontade de Deus? Responder a primeira pergunta que fizemos não é tarefa fácil. E a resposta à segunda depende da resposta positiva à primeira.
Então, olhemos para o que escreveu o profeta Miquéias no texto acima, pois, nele encontramos uma palavra que nos mostra, exatamente, qual é a vontade de Deus para a minha e para a sua vida.

Vejamos o texto: “Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o Senhor pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e Andes humildemente com o teu Deus”. Aqui encontramos a declaração de Deus acerca do que é bom e do que é que ele pede de nós. Ou seja, o que é que ele quer de nós, portanto qual é a sua vontade. Vejamos:

1. “Que pratiques a justiça”. Isto significa que se quisermos fazer a vontade de Deus temos que praticar a justiça. Ou seja, agirmos com justiça em todos os nossos atos e relacionamentos sociais. Usar pesos e medidas justas, vivermos de modo justo, dando a “César o que é de César e a Deus o que é de Deus”; e ao próximo o que é devido ao próximo.

2. “E ames a misericórdia”. Amar a misericórdia ou praticar a misericórdia é bom e está de acordo com a vontade de Deus para o seu povo. Nos nossos relacionamentos interpessoais a misericórdia precisa estar presente, pois é ele que nos habilita a perdoar as falhas uns dos outros e, conseqüentemente, a nos reconciliarmos uns com os outros. A misericórdia é indispensável para o perdão e o perdão é fundamental para a reconciliação.

3. “E andes humildemente com o teu Deus”. Andar humildemente com Deus, ou seja, reconhecer que somos dependentes de Deus. Há muitas pessoas que vivem como se não dependessem de ninguém, e muito menos de Deus, e que se acham superiores aos outros. A vontade de Deus é que o seu povo viva humildemente e que ande com Ele nesta relação de dependência. Esse andar humildemente com Deus compreende uma vida de maior comunhão com Ele. Somente vivendo em comunhão com Ele é que teremos condição de praticar a justiça e a misericórdia.

Então, Andemos humildemente com Deus, vivamos em maior comunhão com Ele, pratiquemos a justiça e amemos a misericórdia; pois esta é a vontade de Deus para o seu povo do passado e do presente.

Rev. Paulo Martins
Devocional publicada em 24/02/2013
Fonte: Boletim Dominical da IPAJ.

Voltar